Torta de Café da Vovó

 

Essa é uma receita bem especial. Quem fazia era minha Vovó (que já faleceu) e toda vez que faço lembro muito dela.

Não só é uma receita “sentimental” como uma receita deliciosa!

Fácil de fazer, agrada a todos os paladares!!!

 

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de chocolate em pó
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 10 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 10 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 3/4 de copo de café forte
  • 4 ovos

Recheio e Cobertura:

  • 7 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 ovo inteiro
  • 3 colheres (sopa) de chocolate em pó
  • 100 gramas de manteiga

Modo de fazer Massa:

Bata as gemas dos ovos, o açúcar, o chocolate, a manteiga por 10 minutos.
Acrescente o café e bata mais um pouco.

Bata as claras em neve.

Acrescente o trigo e o fermento à mão, mexendo bem, delicadamente, até incorporar.

Por último acrescente as claras e mexa delicadamente até ficar homogênea a massa.

Asse em assadeira untada, em forno pré-aquecido em 180º, por 40 minutos ou até que asse e fique dourado.

Modo de Fazer Cobertura:

Bata tudo na batedeira até que fique firme. Recheie e cubra o bolo.

Bom Apetite!!!

OBS: Se quiser, decore o bolo com granulado, chantilly, cerejas, etc.

Anúncios

Onde Comer Alimentos Vegetarianos e Veganos em São Paulo

Eu sempre fui uma pessoa muito chata para comer, não por não gostar das coisas, pois eu sempre comi de tudo. Mas nunca gostei muito de carne.

Quando decidi parar de comer, ainda não existiam muitas opções de locais vegetarianos para se comer em São Paulo.

Hoje, cada vez mais, cresce esse setor e números de restaurantes, padarias, bares e lanchonetes que oferecem opções vegetarianas e veganas e alguns especializados somente nisso.

A maioria dos citados abaixo eu já frequentei e frequento sempre que posso. Com certeza recomendo!!!

  1. Padaria Vegan – fica na região do centro, mais especificamente na Augusta, exclui de seus produtos qualquer um que seja de origem animal. Tem de tudo, desde pãozinho até PF. Vale a pena conhecer. ($)
  2. Babiló – é uma rede de restaurantes que ficam em alguns shoppings de São Paulo, como o Market Place. Seu esquema é self-service e tem muita variedade de alimentos vegetarianos. Muito gostoso. ($$)
  3. Gopala Madhava – é um restaurante que fica perto da Paulista, de culinária indiana, se baseia nos preceitos do Hare-Krishna em sua cozinha lacto-vegetariana. Muito gostoso e comida bem temperada. ($$)
  4. Loving Hut – restaurante vegano localizado na Vila Mariana, também é self-service, podendo optar pelo Buffet Completo ou Buffet por quilo. Uma delícia! ($$$)
  5. Vegacy – localizado também na Augusta, oferece serviços de restaurante e de mercearia. ($$$)
  6. Maoz – localizado na Augusta, é um restaurante fast food que serve o famoso falafel com vários acompanhamentos a sua escolha. Possui várias redes espalhadas pelo mundo. Vale a pena, principalmente se estiver com pressa. ($$)
  7. Espaço Surya Brasil – localizado na Vila Mariana, esse é um espaço diferenciado. Além de um Spa funcionando no local, também há um empório vendendo produtos veganos e um restaurante que serve almoço vegano e natural. ($$$)
  8. Moinho de Pedra – localizado na Chácara Santo Antônio, esse é um restaurante de comida natural e vegana, também possui um empório no local. Bem gostoso e temperado, vale a pena conhecer! ($$$)
  9. Apfel – possui duas unidades, uma no Jardins e outra no Centro. É um restaurante vegetariano com esquema self-service. ($$$)
  10. Broto de Primavera – situado na liberdade, é especializado em cozinha vegana. Local muito agradável e ótima culinária. ($$)
  11. Taste and See – fica na Vila Olímpia, é um restaurante sustentável com todos os produtos naturais, incluindo mesas e cadeiras. Vegano e a sobremesa é cortesia. Vale a pena experimentar! ($$$)
  12. Banana Verde – situado na Vila Madalena é um restaurante vegetariano em que no almoço é self-service e no jantar é a la carte. Muito gostoso e aconchegante. Uma ótima pedida! ($$$$)
  13. Casa Jaya – é um espaço cultural que fica em Pinheiros, onde se tem um restaurante e lanchonete vegetariano. Muito legal o local, ambiente aconchegante e comida maravilhosa. ($$$)
  14. Casa Prema – localizado em Pinheiros, é um restaurante indiano, vegano e vegetariano. Local bem agradável com comida deliciosa e bem temperada. Super recomendo! ($$$)
  15. Barão Natural – localizado em Pinheiros e no Tatuapé, é um restaurante e pizzaria vegana. Muito gostoso. ($$$)
  16. Shakti – possui culinária vegana, vegetariana e integral. Fica na Alameda Jaú. Possui serviço de coffee break também. Delicioso! ($$$$)
  17. Recanto Vegetariano – localizado no Brooklin, é vegetariano, vegano e ovolactovegetariano. Funciona no esquema self-service e possui um espaço para locação para eventos. Incrível! ($$$)

 

Essas são algumas opções bem legais para experimentar!

E vocês, qual me indicam???

Hambúrguer de Couve-Flor Vegano

Essa é uma ótima receita para substituir o hambúrguer de carne.

Fica super saboroso e ninguém consegue comer um só!

 

INGREDIENTES:

  • 2 xícaras (chá) de batata cozida
  • 4 xícaras de couve-flor cozida
  • 1 xícara (chá) de salsinha picadinha
  • 1 xícara (chá) de cebola ralada ou batida no liquidificador
  • 4 pimentas dedo-de-moça picadinhas
  • farinha de trigo ou de arroz para dar o ponto
  • sal a gosto
  • açafrão a gosto

 

MODO DE FAZER:

Dê uma leve passada no liquidificador na batata e couve-flor ou se preferir amasse tudo com as próprias mãos.

Num recipiente, misture todos os ingredientes com as mãos (menos a farinha) e vá adicionando aos poucos a farinha até dar ponto na massa.

Molde em forma de hambúrguer.

Frite em uma frigideira com azeite, grelhe com um fio de azeite ou asse ao forno com a forma untada com azeite.

Espere dourar e sirva.

Bom Apetite!!!

 

 

 

Pamonha de Forno Vegana

Hummm! Só de escrever a receita já deu água na boca!

Essa receita é super rápida, fica uma delícia, úmida e bem macia.

E melhor ainda, é totalmente vegana.

 

INGREDIENTES:

  • 1/2 xícara (chá) de água filtrada
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 6 espigas de milho verde
  • 200 gramas de coco ralado (pode ser fresco ou não)
  • 1 colher (sopa) de óleo de coco
  • 1 pitadinha de sal

 

MODO DE FAZER:

Primeiramente, cozinhe as espigas de milho verde.

Pegue as espigas de milho já cozidas, corte os grãos da espiga e coloque em um liquidificador com a água e bata.

Adicione o restante dos ingredientes e bata de novo até formar um creme.

Unte uma forma com óleo de coco ou utilize papel manteiga e leve para assar em forno preaquecido em banho maria, em 180º, até ficar cozido.

Corte e sirva.

Se quiser, pode salpicar coco ralado por cima ou canela.

Bom Apetite!!!

 

 

 

 

Homus ou Hummus (Pasta de Grão-de-Bico)

Hoje venho ensinar essa receita deliciosa de origem árabe e que é totalmente vegana.

Fica uma delícia para comer como patê ou para acompanhar algum prato, acompanhando saladas ou com um pãozinho.

 

INGREDIENTES:

  • 1 xícara (chá) de grão-de-bico
  • suco de meio limão
  • 1 colher (sobremesa) de tahine
  • 2 dentes de alho amassados
  • 1 colher (sobremesa) de sal
  • Azeite a gosto
  • Salsinha a gosto

 

MODO DE FAZER:

De um dia para outro, deixe o grão-de-bico de molho em uma vasilha com água filtrada.

Não escorra a água no dia seguinte. Coloque numa panela de pressão o grão-de-bico com a água, cerca de 20 minutos, ou até que fiquem bem macios.

Retire do fogo e espere esfriar.

Bata os grãos em um liquidificador. Adicione os demais ingredientes (menos a salsinha) e bata de novo. Se necessário, adicione um pouco de água e bata no liquidificador, até ficar na consistência de um creme.

Utilize a salsinha, se quiser, para decorar.

Bom Apetite!!!

 

OBS: Se quiser, pode salpicar um pouquinho de canela por cima. Também fica uma delícia!

Bolinho de Mandioca e Espinafre Vegano

Esse bolinho é uma delícia para acompanhamento do seu prato principal.

 

INGREDIENTES:

  • 1 dente de alho picado ou espremido
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 2 xícaras (chá) de mandioca cozinha e amassada
  • 1 maço de folhas de espinafre
  • sal a gosto

 

MODO DE FAZER:

Fervente o espinafre por alguns minutos.

Em uma panela, coloque o azeite e frite o alho.

Após, refogue o espinafre e adicione o sal.

Misture a mandioca com o espinafre. Experimente o sal, se necessário adicione mais.

Molde em formato de bolinhos e frite até ficarem dourados.

Bom apetite!!!

 

 

Bobó de Champignon Vegano

Essa é uma receita diferente, mas que fica deliciosa. Quem preferir pode substituir o Champignon por Palmito ou Camarão.

 

INGREDIENTES:

  • 1 abóbora cabotiá pequena
  • 1 cenoura pequena ralada
  • 1 vidro de leite de coco
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 2 colheres (sopa) de azeite de dendê
  • Meia cebola picadinha
  • 360 g de champignon
  • 2 tabletinhos de Caldo de legumes
  • Manjericão desidratado a gosto
  • Alecrim a gosto
  • Sal a gosto
  • Salsinha e Cebolinha a gosto

 

MODO DE FAZER:

Pegue a abóbora e corte a tampa. Retire as sementes e coloque para cozinhar a abóbora em uma panela cheia de água. Mantenha o buraco para baixo. Cozinhe por cerca de 30 minutos.

Enquanto cozinha a abóbora, prepare o molho.

Numa panela, coloque o azeite de oliva e frite a cebola. Adicione os tabletinhos de caldo de legumes e espere dissolver.

Acrescente a cenoura ralada e misture. Deixe refogar até a cenoura ficar cozida.

Adicione o champignon e misture. Aguarde uns 5 minutos e adicione o leite de coco. Misture novamente.

Adicione o alecrim, o menjericão, a salsinha e cebolinha e o sal.

Deixe cozinhar por alguns minutos. Prove o tempero e se desejar acrescente mais.

Abaixe o fogo. Coloque o azeite de dendê. Essa parte é importante, vá mexendo sem parar até o azeite incorporar no bobó (cerca de 3 minutos). NÃO DEIXE o azeite de dendê ferver.

 

Após retirar a abóbora da panela, coloque-a em uma vasilha ou forma de vidro. Coloque o molho dentro e sirva.

Use uma colher para ir raspando a lateral da abóbora.

Bom Apetite!!!

 

Dicas: Pode adicionar Catupiry ao molho ou em cima do molho na abóbora para servir. Também fica gostoso.

OBS: Para saber se a abóbora está no ponto, espete um garfo nela bem abaixo, na lateral. Se estiver molinha é porque está boa. Cuidado, assar de mais a abóbora pode rachá-la.